Saúde

Só um terço dos portugueses conhece a terceira principal causa de morte no mundo

Só um terço dos portugueses conhece a terceira principal causa de morte no mundo

Apenas 32,5% dos portugueses já ouviu falar da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), mas só 27,5% conhece corretamente a doença, que é também uma das principais causas de morte em Portugal. Dados da Spirituc, uma agência de investigação, concluem que, apesar do desconhecimento, 78,7% da população está consciente que a DPOC está associada ao consumo de tabaco.

O presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia considera que é surpreendente que 70% dos portugueses não conheçam uma das principais causas de morte: "acho que quando se vê que mais de 70% da população não sabe exatamente o que é uma doença que é das principais causas de mortalidade isso é estranho e surpreendente", revelou António Morais à Lusa.

O estudo, realizado através de um inquérito feito a 1500 cidadãos, revela também que os portugueses não têm consciência da gravidade da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica e dos impactos que pode ter na qualidade de vida dos doentes. Apenas 29,4% dos inquiridos sabe que a doença é uma das quatro principais causas de morte em Portugal e 8% considera que não provoca a morte dos doentes. Mesmo entre os fumadores há um grande desconhecimento sobre a doença, os fatores de risco, os sintomas, o impacto na qualidade de vida e o diagnóstico.

PUB

Em 2018, a DPOC provocou cerca de três mil mortes em Portugal, o que correspondeu a um aumento de 7,9% face a 2017. Além disso, o estudo concluiu que 5,4% da população portuguesa sofre da doença.

De acordo com o inquérito, a doença é mais conhecida entre a população que consome tabaco, que tem um grau de instrução igual ou superior à licenciatura, que tem idade entre os 45 e os 64 anos e que reside no meio urbano. A maioria das pessoas que conhece a DPOC teve esse conhecimento através dos canais digitais (39,8%), enquanto apenas 21,6% foram informados pelo médico de família. Apenas cerca de metade dos inquiridos (52,9%) tem noção que a espirometria é um exercício fundamental no diagnóstico da doença.

A DPOC é provocada na esmagadora maioria pelo tabaco, que causa uma inflamação permanente nos pulmões e que altera a estrutura dos brônquios, que ficam obstruídos. Neste sentido, António Morais, presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, cimenta a importância da "deteção precoce" da doença, para prevenir que essa inflamação aconteça.

No mês em que se assinala o Dia Mundial do Pulmão, que se celebra este domingo, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia lançou a campanha "DPOquê?", uma iniciativa de sensibilização da população para as doenças respiratórias. A campanha foi feita através de um vídeo que conta com a participação de Herman José, e da distribuição de cartazes por vários pontos do país. Esta iniciativa visa não só alertar a população sobre as principais causas da doença, mas também sobre os principais sintomas: falta de ar, cansaço, tosse e limitação física.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG