Combustíveis

Taxistas retomam circulação mas temem problemas durante fim de semana

Taxistas retomam circulação mas temem problemas durante fim de semana

Os táxis de Lisboa e Porto estão a retomar a normal circulação. Na região do Algarve, em Bragança e Vila Real, onde houve táxis parados por causa da falta de combustível, não se conhecem já obstáculos à deslocação normal. Os taxistas receiam é novos problemas durante o fim de semana por causa da "medida dos 15 litros".

Quem o diz é Florêncio de Almeida, presidente da Antral, a maior associação de taxistas do país. Neste momento, explica, os taxistas estão a conseguir abastecer e a circulação decorre com normalidade. Florêncio prevê é que a medida do "limite dos 15 litros" faça com que mais automobilistas percorram vários bombas de gasolina, engrossando as filas de espera e criando novos problemas.

"Era melhor que pudessem abastecer o depósito e não tivessem de voltar", defende. "No regresso do fim de semana de Páscoa, poderão surgir novos problemas", antevê. O que, no caso dos táxis, significará demorar mais tempo para abastecer e interromper o trabalho.

No balanço do que foram os últimos dias por causa da greve dos motoristas de transporte de matérias perigosas, Florêncio destaca precisamente "as milhares de horas perdidas para abastecer, passadas em filas de espera nos postos". De qualquer modo, nos últimos dias, as viaturas não chegaram a parar por escassez de gasóleo nem em Lisboa nem no Porto, diz.

Do contacto estabelecido com várias empresas espalhadas pelo país, apenas na região do Algarve, e nos distritos de Vila Real e Bragança, a situação chegou a esse extremo, impedindo alguns taxistas de trabalhar.

A Rádio Taxis, empresa que possui 700 viaturas, faz saber que "está tudo normal" e que não "há automóveis parados por falta de gasóleo". Da parte da Táxis Albufeira refere-se igualmente que até à data não tem havido transtorno a ponto de ter de parar viaturas.

A Uber comunicou ontem ao final da tarde que poderia haver condicionamentos no transporte por viatura a combustível mas aproveitou para lembrar que a sua frota também possui outras soluções:automóveis e bicicletas movidos por outros meios: elétricos.