Natureza

Temos um urso em Portugal! E agora?

Temos um urso em Portugal! E agora?

Pronto. Agora está mesmo confirmado. Temos um urso! Há um urso pardo (Ursus arctos) no nosso país. No Parque Natural de Montesinho, em Bragança.

Mais de 170 anos depois de considerado extinto, "o ressurgimento de indivíduos desta espécie em Portugal, que já tem vindo a público como provável e ocasional, está agora confirmado pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF)", lê-se na sua página oficial. E agora?

O presidente do ICNF, Rogério Rodrigues, diz ao JN que, "nas próximas duas ou três semanas", vão tentar ter "dados mais objetivos" sobre a presença do urso no norte de concelho de Bragança. Estão em curso "diligências no território" para perceber "se é apenas um indivíduo dispersante, tal como parece".

PUB

Para já, é conhecido "um conjunto de indícios que vai deixando no território e a sua interação com a atividade humana, nomeadamente a apicultura", salienta Rogério Rodrigues. Contudo, vai ter de se "seguir o comportamento do animal naquela zona para perceber o que anda a fazer, se se adapta ao território e para se ter o controlo efetivo do urso em Portugal".

O Serviço Territorial de Meio Ambiente de Zamora, da Junta de Castela e Leão (Espanha) também avançou com a notícia esta quarta-feira. Na página oficial escreve que primeiro confirmou a presença de um exemplar do urso-pardo na localidade de Tejera, província de Zamora, onde provocou estragos num apiário em finais de abril.

As autoridades zamoranas puseram em marcha um plano para monitorizar o percurso do animal e prevenir novos ataques. Ao mesmo tempo avisaram as autoridades portuguesas por suspeitarem que pudesse viajar para sul e cruzar a fronteira, que dista menos de cinco quilómetros de La Tejera, o que "finalmente veio a acontecer".

De acordo com informação da Junta de Castela e Leão, "é a primeira vez, nos últimos dois séculos, em que se constata de forma fidedigna a presença desta espécie no país vizinho (Portugal)". A julgar pelos sinais detetados, a autoridade espanhola suspeita que o animal avistado na região de Sanábria "pode ser um adulto em dispersão" e "pode pertencer à subpopulação ocidental da Cantábria, que tem cerca de 280 exemplares".

O último urso pardo que viveu em Portugal foi morto em 1843 no Gerês, depois de ter existido em todo o país. É o que assegura o livro "Urso Pardo em Portugal - Crónica de uma extinção", de Paulo Caetano e Miguel Brandão Pimenta, publicado em 2017.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG