Proteção Civil

Temperaturas a chegar aos 40 graus fazem soar alertas de incêndio

Temperaturas a chegar aos 40 graus fazem soar alertas de incêndio

As condições meteorológicas previstas motivaram um alerta da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil com medidas preventivas, face ao elevado risco de incêndio.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil destaca, num aviso à população, que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para as próximas 48 horas "um quadro meteorológico de tempo quente e seco (no interior) e vento forte na faixa costeira e terras altas", prevendo-se "risco de incêndio máximo ou muito elevado no Norte, Centro, Vale do Tejo, Alto e Baixo Alentejo e Algarve e elevado no restante território do continente (com exceção do litoral Centro)".

De acordo com as previsões, a temperatura máxima deverá manter-se na segunda-feira em valores acima de 33ºC no interior, que podem exceder os 39ºC no interior Centro e do Alentejo, bem como "noites quentes, acima de 20 ºC em alguns pontos do interior Centro e Sul".

No mesmo aviso à população, no âmbito da declaração da situação de alerta determinada pelo Governo devido ao agravamento do risco de incêndio, a ANEPC recorda que entre a meia-noite de domingo e a meia-noite de terça-feira é proibido o acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem.

É também proibido realizar queimadas e queimas de sobrantes de exploração e utilizar fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão. Estão também proibidos os trabalhos nos espaços florestais e outros espaços rurais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG