Calor

Temperaturas anormalmente altas durante a semana

Temperaturas anormalmente altas durante a semana

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, para esta segunda-feira, tempo quente com temperaturas acima dos 30 graus Celsius em grande parte do território e com níveis de humidade baixos.

"Prevê-se uma semana com temperaturas elevadas, acima do normal para o mês de outubro. Algumas regiões terão temperaturas mais baixas, mas de um modo geral grande parte do território vai ter temperaturas acima dos 30 graus, nomeadamente as regiões do interior norte e centro, interior do Alentejo e a região do Vale do Tejo (Santarém e Lisboa)", disse a meteorologista Patrícia Gomes.

As mínimas vão oscilar entre os sete graus (em Bragança) e os 20 (em Portalegre) e as máximas entre 23 (em Viana do Castelo) e os 34 (em Santarém).

As temperaturas vão continuar elevadas ao longo da semana, sem "grandes variações".

O combate aos incêndios vai ser dificultado pelos valores da humidade relativa, que vão ser baixos durante a tarde. "Durante a noite, os valores serão repostos junto ao litoral, porque está prevista nebulosidade em quase todos os dias", destacou.

Segundo Patrícia Gomes, a única notícia favorável para o combate aos incêndios é a previsão de vento fraco, com pouca intensidade.

O IPMA prevê ainda, no continente, céu geralmente limpo, apresentando-se temporariamente muito nublado e com neblina ou nevoeiro no litoral oeste a sul do Cabo Mondego até meio da manhã, nebulosidade que poderá persistir em alguns locais da faixa costeira.

PUB

Por causa das temperaturas elevadas, o IPMA colocou em risco máximo de incêndio mais de 70 concelhos dos distritos de Faro, Beja, Portalegre, Leiria, Santarém, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Viseu, Aveiro, Porto, Braga, Vila Real e Bragança.

???De acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), às oito horas, três grandes incêndios mobilizavam quase mil operacionais. Ao todo, 1581 homens combatiam 34 fogos: sete em curso, cinco em resolução e 22 em fase de conclusão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG