IPMA

Temperaturas sobem para mais de 40 graus e agravam risco de incêndio

Temperaturas sobem para mais de 40 graus e agravam risco de incêndio

Dias e noites muito quentes, com uma humidade relativa do ar muito baixa e temperaturas iguais ou superiores a 40 graus em quase todo o território nacional. Este é o retrato traçado pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para esta semana. A partir de terça-feira, a par da subida das temperaturas, agrava-se o risco de incêndio.

"Vamos ter dias muito quentes em quase todo o território do continente. Hoje [segunda-feira], há um ligeiro alívio nas regiões do litoral norte e centro porque ontem [domingo] começou a entrar uma massa de ar marítimo e fez com que a temperatura mínima já baixasse nessa região e que hoje, durante a tarde, também haja uma diminuição da temperatura máxima nas regiões do litoral norte e centro. Para amanhã [terça-feira], prevê-se uma subida dos valores de temperatura. Grande parte de Portugal Continental estará com valores de temperatura máxima iguais ou superiores a 40 graus", explicou ao JN Patrícia Gomes, meteorologista do IPMA.

De acordo com a meteorologista, os valores de temperatura mais elevados irão registar-se nas regiões de Trás-os-Montes, de Vale do Tejo e do Alto e Baixo Alentejo. "Alguns valores de temperatura podem igualar os 45 graus", referiu Patrícia Gomes.

PUB

Noites com 26 graus

As noites que se avizinham também serão quentes. A partir de quarta-feira, grande parte do país terá "as chamadas noites tropicais", com temperaturas mínimas acima dos 20 graus. "Nos locais onde as temperaturas, durante o dia, atingirem os valores mais elevados, depois, durante a noite, podemos estar a falar de temperaturas com valores de 25 ou 26 graus. Serão dias muito quentes, noites muito quentes e tempo seco", detalhou.

Com a subida da temperatura, uma baixa humidade relativa do ar e uma intensificação do vento nas regiões mais elevadas do país, a partir de terça-feira, o perigo de incêndio rural também se vai agravar. Principalmente, nas regiões interiores do Norte e Centro, Baixo Alentejo e interior do Algarve. Estarão em risco muito elevado ou máximo de incêndio. Entre quarta-feira e quinta-feira, segundo o mapa disponível no site do IPMA, Esposende será o único concelho do continente com risco reduzido de incêndio.

Riscos para a saúde

A par do perigo de incêndio, o calor pode trazer consequências para a saúde. A Direção-Geral da Saúde, nas suas redes sociais, recomenda a adoção de medidas de proteção como o aumento da ingestão de água ou de sumos de fruta natural sem açúcar, a procura por ambientes frescos e arejados, evitar a exposição direta ao sol entre as 11 e as 17 horas, optar por roupa solta que cubra a maior parte do corpo, usar chapéu de abas largas e colocar óculos de sol com proteção ultravioleta.

A autoridade de saúde aconselha ainda a escolher as horas de menor calor para viajar de carro, bem como não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG