Eleições

Tino de Rans avança para as presidenciais no domingo

Tino de Rans avança para as presidenciais no domingo

Vitorino Silva, conhecido por Tino de Rans, apresenta a sua candidatura às eleições presidenciais no domingo, numa sessão de autógrafos na Feira do Livro.

Foi a surpresa da noite eleitoral de janeiro de 2016, ao conquistar 3,28% dos votos. Vitorino Silva acredita que todos os 152 mil votos que recebeu foram "votos de confiança". Por isso, vai voltar a concorrer às presidenciais. A candidatura vai ser apresentada formalmente, no domingo, pelas 17 horas, durante uma sessão de autógrafos do seu novo livro "Acorda para a Vida", na Feira do Livro, no Porto.

"Vai ser na Feira do Livro, porque sou um homem da cultura e sei as dificuldades que os setor está a passar", justificou, ao JN, Vitorino Silva.

Nos dias seguintes, Vitorino Silva tenciona começar, de imediato, a recolher as necessárias 7.500 assinaturas para formalizar a sua candidatura no Tribunal Constitucional. A primeira sessão de recolha de assinaturas será "simbolicamente" numa freguesia de Braga.

"É ponto assente que sou candidato. Até já tenho mandatária!", avançou. Trata-se de uma advogada de Guimarães, Márcia Henriques.

Tino de Rans também já tem uma "bandeira". O candidato vai lutar pelo adiamento das eleições presidenciais, para a "primavera". "Levar os idosos a votar com o frio é o maior atentado que se pode fazer. É uma vergonha fazer os idosos sair de casa, em janeiro. É pior do que a Festa do Avante", argumentou, sugerindo: "As eleições deviam ser em final de fevereiro ou início de março, com o tempo bom".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG