Premium

Todos os dias há 360 acidentes. Marcas ficam para a vida

Todos os dias há 360 acidentes. Marcas ficam para a vida

Desde janeiro deste ano, registaram-se, em média, 360 acidentes de viação por dia. E 394 pessoas perderam a vida nas estradas nacionais. Entre os feridos graves, há quem fique com marcas para o resto da vida.

Até 31 de outubro, quase duas mil pessoas ficaram gravemente feridas na sequência de acidentes. Uma média de seis por dia. Hoje, comemora-se o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada e a Liga de Associação Estrada Viva pede responsabilidades ao Governo.

Segundo os dados mais recentes da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, até outubro o Porto foi o distrito que registou mais mortos nas estradas (43), logo seguido de Lisboa (39). Mário Alves, da Estrada Viva, explica que o "flagelo tem décadas" e que há muito a tentação de o Governo culpar "a falta de civismo na estrada", quando devia investir em mais meios de fiscalização, como radares e medidas de acalmia de tráfego.