Hospitais

Transferências para cirurgias mais rápidas

Transferências para cirurgias mais rápidas

A partir do dia 1 maio, os doentes com cirurgia marcada com prioridade normal já não vão ter de esperar quatro meses para serem transferidos para outro hospital.

O tempo para estas transferências vai ser antecipado para os três meses. Acelerar a resposta cirúrgica aos utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) é uma aposta deste ministro que, ainda ontem, no Parlamento, considerou "inaceitáveis" os tempos de espera para cirurgia oncológica.

A antecipação das transferências nas cirurgias "normais" está descrita no documento que define as regras de contratualização com os hospitais em 2016, disponibilizado ontem pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa.

*com Ana Gaspar