O Jogo ao Vivo

Pandemia

Três mortes e 374 casos de covid-19, com Norte a superar Lisboa

Três mortes e 374 casos de covid-19, com Norte a superar Lisboa

Três pessoas morreram vítimas de covid-19 nas últimas 24 horas em Portugal, que registou 374 novos casos, desde sexta-feira.

Os três mortos registados, este sábado, no boletim da Direção-Geral da Saúde, elevam para 1818 o total de óbitos causados pela covid-19 em Portugal, num momento em que o número de infetados continua a dar sinais de crescimento: nas últimas 24 horas há mais 374 casos positivos a acrescentar aos dados, com o total a ascender, agora, a 57448.

PUB

Segundo os mesmos dados, mais 210 pessoas recuperaram da doença - são agora 41766 desde o início da pandemia. O número de pessoas hospitalizadas desceu, de 334 para 324 (menos 10), enquanto o número de internados em cuidados intensivos subiu de 38 para 40 (mais dois).

As três vítimas mortais, um homem e duas mulheres, todos com mais de 80 anos, residiam na Região de Lisboa e Vale do Tejo, que agora acumula 663 óbitos em 29663 casos positivos registados desde o início da pandemia, 149 dos quais registados nas últimas 24 horas (39,9% dos novos casos).

A Região Norte, a mais afetada pela mortalidade do vírus, voltou a superar a RLVT em número de casos diários, tendo registado 157 infeções, 41% do total contabilizado nas últimas 24 horas, a que não serão alheios os surtos registados em Vila Verde, no distrito de Braga, e Freamunde, no concelho de Paços de Ferreira, distrito do Porto.

O Algarve registou o aumento mais significativo das últimas semanas, com 37 novos casos, depois de vários dias com menos de 10 positivos registados por dia. São agora 1099 as infeções registadas desde o início da pandemia, com 17 vítimas mortais anotadas.

A Região Centro voltou a registar mais de duas dezenas de casos (23, segundo os últimos dados), somando, agora 4780 infetados desde o início da pandemia.

No Alentejo, com mais três registos, são agora 926 os casos identificados oficialmente de covid-19 desde 2 de março, enquanto a Madeira, durante meses sem alterações, somou mais quatro casos, quando ainda se apuram consequências do surto registado na ilha de Porto Santo no início da semana, que infetou várias pessoas, entre estas a mulher e as filhas do apresentador da RTP1 Jorge Gabriel.

No arquipélago dos Açores, há mais um caso acrescentado às estatísticas oficiais, que apontam, agora, 209 infetados nas "ilhas de bruma" desde que o vírus tocou Portugal.

Contas feitas, há 13864 casos ativos de covid-19 em Portugal, mais 161 do que na sexta-feira, e 33965 contactos em vigilância, mais 35 do que os dados do boletim anterior.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 40 e os 49 anos o registo de maior número de infeções.

No total, a doença afetou 25837 homens e 31611 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 916 eram homens e 902 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 838 mil mortos e infetou quase 24,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG