Pandemia

Triste e ansioso neste Natal? Psicólogos deixam nove conselhos

Triste e ansioso neste Natal? Psicólogos deixam nove conselhos

Nesta consoada devemos "partilhar preocupações para chegar a um acordo onde todos estejam confortáveis". Este é um dos nove conselhos que a Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) avança num documento que intitula "Como Vamos Fazer (n)o Natal?".

A OPP diz que a quadra, que representa geralmente alegria, também pode provocar sentimentos de tristeza, desilusão, frustração e solidão, sendo particularmente difícil este ano, devido à pandemia. As dificuldades aumentam ainda mais se houver preocupações "com o emprego e segurança financeira, com a saúde de família e amigos" ou se as pessoas estão "num processo de luto".

Os psicólogos apelam ao "equilíbrio" e deixam uma série de conselhos para lidar com um Natal que será "tudo menos normal". "Cabe-nos tentar perceber como conciliar a celebração com as orientações das autoridades e a proteção de todos", dizem, realçando que "nem todas as pessoas da família partilham o mesmo entendimento da pandemia e das medidas de proteção".

É preciso "aceitar a realidade, mesmo que pareça difícil, ponderar e negociar o risco de acordo com as circunstâncias individuais de cada membro da família e fazer um plano geral, com possíveis alternativas", aconselha a OPP.

Outras sugestões passam por "partilhar preocupações para chegar a um acordo onde todos estejam confortáveis, focarmo-nos no que podemos fazer e nas tradições que podemos manter", procurando "não deixar ninguém de fora" e cuidando da "saúde psicológica e bem-estar".

PUB

Por fim, "agradecer as coisas boas, valorizar o que é importante" e, caso seja necessário, "pedir ajuda sem receio".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG