Monkeypox

UE encomenda 110 mil doses de vacinas contra a varíola dos macacos

UE encomenda 110 mil doses de vacinas contra a varíola dos macacos

Esta terça-feira, a comissária europeia para a saúde, Stella Kyriakides, anunciou que a União Europeia (UE) encomendou 110 mil doses da vacina contra a varíola dos macacos. As vacinas vão ser doadas aos estados-membros. Ainda não há data para a chegada das doses a Portugal.

Face ao crescimento dos casos do vírus Monkeypox, a UE encomendou 110 mil doses de vacinas contra a varíola dos macacos, anunciou hoje a comissária europeia para a saúde, Stella Kyriakides. Até ao momento, existem, em Portugal, 231 casos confirmados de varíola dos macacos. Na União Europeia são quase 900 os infetados.

O fornecedor vai ser a empresa dinamarquesa Bavarian Nordic e o pagamento das vacinas será feito através de fundos da União Europeia. O acordo vai abranger também a Noruega e a Islândia.

PUB

As vacinas vão ser distribuídas proporcionalmente pelos países e espera-se que as doses estejam todas entregues nos próximos meses, de acordo com o comunicado da Bavarian Nordic. Ainda não há data para a chegada das vacinas a Portugal.

A Imvanex, a vacina da Bavarian Nordic na Europa, foi inicialmente aprovada como proteção contra a varíola humana, em 2013. Dado também mostrar eficácia contra o vírus Monkeypox, a vacina é já usada nos Estados Unidos também contra a varíola dos macacos. O mesmo vai suceder agora na Europa.

Portugal é já o segundo país europeu com mais casos, apenas atrás de Espanha. A Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou, esta terça-feira, mais 22 casos do vírus Monkeypox, tendo Portugal atingido os 231 infetados. A maioria das infeções centra-se na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas também há registo de contágios nas regiões Norte e Algarve. Todos os casos confirmados pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) são homens entre os 19 e os 61 anos, tendo a maioria menos de 40 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG