Aplicação

Um décimo da população portuguesa já usa a StayAway Covid

Um décimo da população portuguesa já usa a StayAway Covid

A aplicação de rastreio "StayAway Covid" já foi descarregada por mais de um milhão de pessoas, 19 dias após o seu lançamento.

"Estamos muito satisfeitos, ainda que não esteja propriamente surpreendido. A aplicação é uma ajuda à população portuguesa, mas ainda faltam os restantes cinco milhões de portugueses [que têm smartphones]", disse, este domingo, à agência Lusa, o administrador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), Rui Oliveira.

A aplicação móvel, lançada no dia 1 de setembro, permite rastrear, de forma rápida, anónima e através da proximidade física entre smartphones, as redes de contágio por covid-19, informando os utilizadores que estiveram, nos últimos 14 dias, no mesmo espaço de alguém infetado com o vírus.

O presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) avançou, no passado dia 8, que a linha SNS 24 já tinha recebido 20 chamadas de pessoas que, através da aplicação, foram informadas terem estado em contacto com alguém infetado. "Houve 20 pessoas que, desde o início do projeto, ligaram ao SNS 24, dizendo que a aplicação os notificou que tinham tido um contacto de risco", disse na altura Luís Goes Pinheiro à Lusa, acrescentando que, nessa semana, nove doentes tinham introduzido na aplicação o código que permite alertar as pessoas com quem estiveram nos 14 dias anteriores.

No dia do lançamento da aplicação, o primeiro-ministro considerou que instalar nos telemóveis a aplicação "Stayaway Covid" era um "dever cívico" para travar a pandemia enquanto não existir uma vacina.

Outras Notícias