Exclusivo

Um milhão de portugueses não respondeu à SMS da vacinação

Um milhão de portugueses não respondeu à SMS da vacinação

Serviços de saúde enviaram mais de quatro milhões de mensagens por telemóvel. Destas, 74% tiveram aceitação. Mais de metade da população inoculada com uma dose.

Até segunda-feira, dia 28 de junho, os serviços de saúde enviaram 4 051 000 mensagens escritas (SMS) por telemóvel a convocar os utentes para receberem a vacina contra a covid-19. O número inclui as marcações feitas pelos centros de saúde, bem como as de confirmação do autoagendamento. De acordo com a task force para a vacinação, 74% (2 997 740) responderam positivamente e 2,4% (97 224) disseram que não. Os restantes 23,6%, que corresponde a quase um milhão de utentes (956 036), não reagiram à mensagem.

Os motivos podem ser vários, desde logo por os utentes não concordarem com a data proposta, por não quererem ser vacinados (nos casos de convocatória pelos centros de saúde) ou até mesmo por deixarem passar o prazo para o fazer - que é de 24 horas. Sem esquecer que, no início da vacinação, as primeiras SMS foram enviadas para a população mais idosa, que teve maior dificuldade em responder por esta ferramenta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG