Exclusivo

Um terço das escolas do terceiro ciclo segregam imigrantes

Um terço das escolas do terceiro ciclo segregam imigrantes

Estudo indica que 23% dos 93 concelhos analisados têm valores "elevados de segregação", com particular incidência na Região Metropolitana de Lisboa.

Os alunos de origem imigrante apresentam resultados escolares significativamente inferiores aos alunos de origem portuguesa e são alvo de segregação pela forma como estão distribuídos pelas escolas e pelas turmas. São as duas principais conclusões do estudo apresentado e debatido ontem, que foi realizado pelas faculdades de Economia e de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e promovido pela Associação EPIS - Empresários Pela Inclusão Social.

Os investigadores analisaram a distribuição dos alunos de escolas do terceiro ciclo do ensino básico em cujo registo escolar consta a indicação de naturalidade estrangeira para calcular o índice de segregação por concelho e por escola. No primeiro caso, concluíram que quase um quarto (23%) dos 93 concelhos em análise apresentavam valores "elevados de segregação", sobretudo na Região Metropolitana de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG