OE2020

Uma dezena de agrupamentos avança com "Educação a Tempo Inteiro"

Uma dezena de agrupamentos avança com "Educação a Tempo Inteiro"

Cerca de uma dezena de agrupamentos de escolas vão testar no próximo ano letivo o projeto "Educação a Tempo Inteiro" destinado aos alunos do 2.º ciclo, anunciou o ministro da Educação.

A ideia do Ministério da Educação de passar a disponibilizar nas escolas de 2.º ciclo (5.º e 6.º anos) uma oferta de atividades extracurriculares foi revelada, esta sexta-feira, pelo JN, e explicada pelo ministro Tiago Brandão Rodrigues durante o debate da proposta de Orçamento do Estado para 20202 (OE2020) que está a decorrer nas comissões conjuntas do Orçamento e Finanças e de Educação, Ciência, Juventude e Desporto.

Segundo o ministro, em setembro, cerca de uma "dezena de agrupamentos que, em função da auscultação feita até 2019, e seguindo as recomendações internacionais", serão os primeiros a experimentar este projeto.

Tiago Brandão Rodrigues acredita que o projeto poderá reforçar "a ligação dos alunos às respetivas comunidades educativas" e permitirá "às famílias uma melhor conciliação da vida escolar dos alunos com a vida profissional dos seus familiares".

Outra das medidas anunciadas por Tiago Brandão Rodrigues foi um projeto de melhoria da internet nas escolas, com novos equipamentos e formação de professores.

"Vamos avançar com uma iniciativa nacional para a melhoria da internet nas escolas, dando ainda prioridade absoluta ao apetrechamento tecnológico e ao aumento e à melhoria dos equipamentos de computação", anunciou.

Tiago Brandão Rodrigues disse ainda que será desenvolvido um novo programa de formação específica destinado aos professores para que possam coadjuvar os alunos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG