Exclusivo

Uma em cada cinco crianças em risco de pobreza: são 347 mil

Uma em cada cinco crianças em risco de pobreza: são 347 mil

A pandemia veio travar a descida da taxa de risco de pobreza iniciada em 2015. Com 18,4% da população naquela condição em 2020, num agravamento de 2,2 pontos percentuais face ao ano anterior. Num rosto que há muito se conhece. Feminino, infantil e idoso.

Naquele ano, a pobreza atingia 20,4% das crianças com menos de de 18 anos. São 347 mil. Num fenómeno multidimensional e intergeracional. Em discussão, este sábado no Porto, por ocasião dos 30 anos da Rede Europeia Anti-Pobreza (EAPN) Portugal. Com várias recomendações em cima da mesa. A começar por um plano efetivo de implementação da Estratégia Nacional de Combate à Pobreza.

Dando prioridade às crianças. Se são agora, pelo menos, mais 22 mil as que se encontram em risco de pobreza, Portugal tem também o pior resultado da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) em termos de mobilidade na educação entre gerações, registando o valor mais elevado, num conjunto de 15 países, de persistência intergeracional na educação. Sendo que o risco de pobreza para a população com o Ensino Básico é quase cinco vezes superior face à que possui estudos graduados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG