Lisboa

Utente do lar Inválidos do Comércio morre de Covid-19, seis pessoas isoladas

Utente do lar Inválidos do Comércio morre de Covid-19, seis pessoas isoladas

Um dos utentes do lar da associação Inválidos do Comércio, em Lisboa, morreu vítima da doença covid-19, estando em isolamento profilático seis outros utentes, revelou este sábado a instituição.

A informação foi colocada na página oficial da associação, uma instituição particular de solidariedade social que tem cerca de 335 utentes (números do portal da associação) na Casa de Repouso Alexandre Ferreira, no Lumiar, Lisboa.

A direção diz no comunicado que quer assim esclarecer "informações contraditórias sobre eventuais situações de contaminação".

No documento (com data de dia 24) explica-se que no passado fim de semana sete utentes "com dificuldades" foram transportados para o Hospital de Santa Maria e que três morreram. As análises revelaram que só um morreu de covid-19.

Na altura "foram colocados em isolamento profilático diversos utentes e o pessoal" que tinham tido contacto com as vítimas. Com a confirmação de que só uma morte se deveu à covid-19 foi levantado o isolamento dos contactos de proximidade dos outros dois utentes.

"Estão agora em isolamento seis utentes, por terem coabitado com o falecido ou por terem regressado de saídas ou de idas ao hospital", diz a associação, segundo a qual a situação na instituição é no geral calma.

Segundo o balanço feito no sábado pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 100 mortes, mais 24 do que na véspera (+31,5%), e registaram-se 5.170 casos de infeções confirmadas, mais 902 casos em relação a sexta-feira (+21,1%).

Dos infetados, 418 estão internados, 89 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG