Covid-19

Utentes vacinados com AstraZeneca vão ser chamados para a segunda toma

Utentes vacinados com AstraZeneca vão ser chamados para a segunda toma

As pessoas já vacinadas com a primeira dose da vacina da AstraZeneca vão ser chamadas, a partir desta quinta-feira, para receber a segunda dose da vacina contra a covid-19, cujo intervalo entre as tomas foi reduzido

A Direção-Geral da Saúde (DGS) publicou uma norma em que reduz de 12 para oito semanas o intervalo da toma entre a primeira e a segunda dose desta vacina para garantir "mais rápida proteção" perante a transmissão de novas "variantes de preocupação" do vírus SARS-CoV-2 como a Delta, associada à Índia.

"A norma entrou em vigor hoje e, a partir de hoje, as pessoas serão contactadas para antecipar das 12 para as 8 semanas os seus agendamentos, o que permitirá acelerar a proteção das pessoas que ainda só tinham uma dose", avançou a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros.

A ministra sublinhou que, de acordo com estudos realizados no Reino Unido, uma só dose da vacina "protege menos" contra a variante Delta. "É na tentativa de mais uma vez, também não de acordo com o previsto, mas antecipando aquilo que estava previsto, que tomamos esta medida", afirmou Mariana Vieira da Silva.

Em declarações à agência Lusa, o coordenador da Comissão Técnica de Vacinação Contra a Covid-19 da Direção-Geral da Saúde (DGS), Valter Fonseca, adiantou que o plano logístico de vacinação está já a ser adaptado a estas novas recomendações da Direção-Geral da Saúde para antecipar a segunda dose das pessoas já vacinadas com a primeira dose.

PUB

Segundo dados da DGS, já foram administradas em Portugal 6.879.429 vacinas, das quais 2.379.304 são segundas doses.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG