Exclusivo

Vales-cirurgia mandam doentes para longe de casa

Vales-cirurgia mandam doentes para longe de casa

Utilização do sistema criado para reduzir listas de espera é cada vez menor. Cartas enviadas a utentes induzem em erro quanto a alternativas possíveis.

O sistema criado para garantir que os doentes são operados no prazo recomendado pelos médicos é cada vez menos usado. O Serviço Nacional de Saúde (SNS) emite vales para que possam ir ao privado, mas a maioria é recusada. As cartas recomendam unidades longe de casa e não tornam claro que pode ser escolhida qualquer uma, desde que tenha acordo com o Estado, diz a Associação da Hospitalização Privada (APHP).

Ao JN, Óscar Gaspar, presidente da APHP, refere um caso concreto que, assegura, é frequente. Um utente de um hospital de Lisboa recebeu um vale-cirurgia para uma intervenção de otorrino, onde são apontadas três unidades a que pode recorrer - o que levanta dois problemas, diz Óscar Gaspar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG