Incêndios

Vales de indemnizações a agricultores têm data de emissão de 10 de janeiro

Vales de indemnizações a agricultores têm data de emissão de 10 de janeiro

Os CTT esclareceram esta segunda-feira que os vales postais com as indemnizações para os agricultores afetados pelos incêndios têm data de emissão de "10 de janeiro", o que está articulado com o Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas.

Numa nota de esclarecimento divulgada esta segunda-feira, os CTT - Correios de Portugal "informam que os vales postais contendo as indemnizações para os agricultores afetados pelos incêndios têm a data de emissão da próxima quarta-feira, 10 de janeiro, data articulada e programada com o IFAP - Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, não existindo qualquer atraso".

Assim, na próxima quarta-feira, "os CTT procederão à distribuição da totalidade dos vales postais, ficando os mesmos imediatamente disponíveis para o respetivo pagamento em qualquer um dos cerca de 2300 pontos de acesso dos CTT ou para depósito bancário".

A 5 de janeiro, o gabinete do ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, retomando uma informação divulgada a 22 de dezembro, esclareceu que "mais de 13 mil agricultores não têm conta bancária, pelo que receberão os valores correspondentes a 75% do valor a que se candidataram por vale postal ou cheque carta".

Os restantes 25% "serão pagos após verificação dos serviços do Ministério da Agricultura", que deverá ocorrer ainda em janeiro, de acordo com a mesma fonte.

O dinheiro "chegará aos respetivos destinatários cinco dias úteis após a emissão do pagamento, um prazo que decorre do funcionamento dos CTT, ao qual o Ministério da Agricultura é completamente alheio", segundo a nota do gabinete do ministro Luís Capoulas Santos, divulgada a 5 de janeiro.

"Esse prazo cumpre-se na próxima segunda-feira", 8 de janeiro, informava a nota, indicando que "estes mais de 13 mil agricultores representam mais de 65% do total de candidaturas, cujo número ultrapassa as 20.600".