Nacional

Vasco Lourenço contra missão portuguesa no Afeganistão

Vasco Lourenço contra missão portuguesa no Afeganistão

O presidente da Associação 25 de Abril defendeu, sexta-feira, em Torres Vedras, que Portugal nunca deveria ter participado na guerra do Afeganistão, numa altura em que se completa 10 anos da presença do contingente português naquela país.

"Acho que Portugal nunca devia ter entrado no Afeganistão e se lá está há 10 anos são 10 anos a mais e já devia ter saído", afirmou o coronel Vasco Lourenço.

Para o presidente da Associação 25 de Abril, trata-se de uma "guerra sem sentido" e as Nações Unidas já "deveriam ter tomado uma posição".

Para Vasco Lourenço, Portugal terminou a Guerra Colonial há 37 anos "mas tem inventado guerras que não são nossas", mostrando-se contra as missões internacionais em que os militares portugueses têm participado.

"São guerras com as quais não concordo, porque é o Governo que decide participar nelas, servindo-se das Forças Armadas, sem lhes dar contrapartidas e antes rebuçados para quem para lá vai", adiantou.

O presidente da Associação 25 de Abril falava à margem de uma conferência sobre os "50 anos da Guerra Colonial", durante o acampamento nacional "Summer Fest" da Juventude Socialista em Santa Cruz, Torres Vedras.

Outras Notícias