Exclusivo

Vendidas mais de oito milhões de embalagens de antidepressores

Vendidas mais de oito milhões de embalagens de antidepressores

Nos primeiros dez meses de 2020 registou-se um crescimento de 5%. Estudo do INSA revela um terço da população com sinais de sofrimento psicológico.

Nos primeiros dez meses do ano passado foram vendidas mais 350 mil embalagens de antidepressores, face a período homólogo de 2019, num total de 8,1 milhões. Período em que se registou uma quebra nos ansiolíticos e sedativos, mesmo assim com 8,5 milhões de embalagens dispensadas nas farmácias. Numa altura em que, de acordo com um estudo do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), um terço da população apresentava sinais de sofrimento psicológico.

De acordo com os dados fornecidos ao JN pela Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed), as vendas de antidepressores aumentaram 5% face a período homólogo do ano anterior, chegando aos +11% se comparado com 2018. Já os ansiolíticos mantêm tendência decrescente, com uma quebra de 2%. Neste momento, são dispensados quase tantos ansiolíticos como antidepressores. O Programa para a Saúde Mental, sublinhe-se, tinha como meta para 2020 a inversão da "tendência da prescrição de benzodiazepinas [grupo dos ansiolíticos, hipnóticos e sedativos] na população".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG