Meteorologia

Vento diminui durante a madrugada de sexta-feira, mas chuva mantém-se

Vento diminui durante a madrugada de sexta-feira, mas chuva mantém-se

A intensidade do vento vai diminuir durante a madrugada de sexta-feira, mas a chuva vai persistir, devido aos efeitos da depressão Elsa, informou esta noite o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em comunicado, o IPMA refere que durante a tarde desta quinta-feira as rajadas de vento chegaram a atingir os 150 quilómetros por hora nas terras altas, prevendo-se que durante a madrugada haja uma diminuição da intensidade.

As regiões do país mais afetadas pela intensidade do vento serão o litoral sul e as terras altas do Norte e Centro.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera estendeu o aviso vermelho emitido para os distritos de Viseu, Guarda, Castelo Branco, Coimbra e Aveiro até às 3 horas de sexta-feira devido à previsão de rajadas de vento fortes.

Por outro lado, o IPMA prevê que durante a madrugada a chuva persista em todo o território e entre o fim da manhã e o fim da tarde de sexta-feira nas regiões Centro e Sul.

A nota acrescenta que na costa ocidental as ondas poderão agitar os sete metros e na costa sul os cinco metros.

Entretanto, também em comunicado, o IPMA alertou também para os efeitos de uma nova depressão, denominada Fabien, que atingirá Portugal no sábado.

Segundo o IPMA, o Norte e o Centro serão as zonas do país mais afetadas por esta depressão, estando previstos intensos períodos de chuva e fortes rajadas de vento.

A nota refere ainda que haverá "vento forte de sudoeste", prevendo-se que as rajadas atinjam valores de 90 quilómetros por hora no litoral norte e centro e 120 quilómetros por hora nas terras altas.

"A agitação marítima associada ao Fabien irá também fazer-se sentir na costa ocidental, em especial no litoral norte", acrescentou a nota.

Contudo, prevê-se que os efeitos da depressão Fabien não apresentem em Portugal continental a mesma intensidade do que os da tempestade Elsa, "em particular em termos de vento e com mais significado em termos de precipitação".

Estas depressões que atingem a península Ibérica estão a provocar o vento muito forte que se faz sentir em Portugal e Espanha desde quinta-feira à noite.

O IPMA prevê uma melhoria gradual do estado do tempo a partir de domingo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG