A inflação subiu para 9,3% em setembro, o valor mais alto desde outubro de 1992. O diretor-adjunto do JN, Pedro Ivo Carvalho, considera que os próximos meses vão ser de grande exigência e rigor para as famílias.

60 segundos

Análise JN: Inflação, o monstro imparável

Análise JN: Inflação, o monstro imparável

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG