Nacional

Vieira da Silva fala em "espionagem política" no caso Face Oculta

Vieira da Silva fala em "espionagem política" no caso Face Oculta

Em entrevista à Antena 1, o ministro da Economia e membro do Secretariado Nacional do PS, Vieira da Silva, criticou as escutas de conversas do primeiro-ministro, José Sócrates, com Armando Vara, registadas no âmbito do processo Face Oculta, no qual este último foi constituído arguido.

 "O que motiva essas forças e as pessoas que estão por trás do que me parece ser uma ilegalidade não é qualquer averiguação relativamente a qualquer processo de corrupção, é pura espionagem política, porque estar a ouvir um dirigente de um partido que também é primeiro-ministro sobre temas políticos e depois colocá-los nos jornais através de escutas cuja legalidade é mais do que duvidosa, considero isso algo de extremamente preocupante", afirmou Vieira da Silva.

Em reacção a estas afirmações, o deputado do PCP António Filipe declarou aos jornalistas, no Parlamento: "As afirmações do ministro da Economia, Vieira da Silva, são absolutamente inaceitáveis. Um ministro acusar o Ministério Público de estar a fazer espionagem política é uma acusação absolutamente inaceitável e que merece da nossa parte a mais viva condenação".

 "As acusações hoje feitas pelo ministro da Economia relativamente ao Ministério Público são absolutamente deploráveis e constituem efectivamente uma pressão relativamente ao Ministério Público que não é de forma nenhuma aceitável para alguém que tem responsabilidades governativas", reforçou António Filipe.

 O processo Face Oculta é uma investigação sobre alegados casos de corrupção e outros crimes económicos relacionados com empresas do sector empresarial do Estado e empresas privadas.

 Foram constituídos 15 arguidos neste processo, incluindo o empresário Manuel José Godinho, que está em prisão preventiva, o presidente da REN-Redes Eléctricas Nacionais, José Penedos, o seu filho Paulo Penedos e Armando Vara, que entretanto suspendeu as suas funções de vice-presidente do banco Millenium/BCP.

Outros Artigos Recomendados