O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Vítimas mortais da legionela sem ligação entre si

Vítimas mortais da legionela sem ligação entre si

Um surto de legionela cuja origem ainda está por determinar já infetou 50 pessoas e fez cinco mortos em Vila do Conde, na Póvoa de Varzim e em Matosinhos.

Quatro dias depois, Raquel Ferreira ainda pouco sabe sobre o surto que lhe levou o pai. Da delegação de saúde só um telefonema "a perguntar se tinha ar condicionado - e não tem - e como limpava o chuveiro". Nenhuma recomendação, nenhuma explicação. "Ninguém nos disse nada", conta.

Joaquim Maria Ferreira tinha 85 anos e um problema de sangue há vários anos. No dia 23, foi ao Hospital Pedro Hispano, a uma consulta de hematologia. Na quinta-feira seguinte, acordou a dizer que dormiu mal. À tarde, já mal conseguia falar. 40 º de febre, falta de ar. Foi de ambulância para o Centro Hospitalar Póvoa de Varzim/Vila do Conde (CHPV/VC). Um dia depois, o quadro complicou-se. Foi transferido para a Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Pedro Hispano. Morreu a 5 de novembro. Foi a primeira vítima do surto de legionela.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG