Exclusivo

Vozes à Direita querem demarcar-se do Chega e de Ventura

Vozes à Direita querem demarcar-se do Chega e de Ventura

As presidenciais de domingo originaram perdas à Esquerda (juntos, BE e PCP recuaram mais de 300 mil votos, mas a queda estrondosa foi de Marisa Matias) e uma indefinição quanto ao futuro à Direita.

André Ventura, líder do Chega, ficou em terceiro lugar, com quase meio milhão de votos, e avisou: "PSD, ouve bem, não haverá Governo sem o Chega". Uma provocação que não agrada a muitos sociais-democratas. Miguel Poiares Maduro, antigo ministro de Passos Coelho, diz que o partido tem de se afirmar como "alternativa" para não ficar "refém" da extrema-direita; David Justino, vice-presidente laranja, afirma ser "impossível" dialogar "com este Chega" e acredita que muitos dos descontentes que agora votaram em Ventura escolherão o PSD nas legislativas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG