O Jogo ao Vivo

Covid-19

Zero notificações em 11 concelhos do Grande Porto durante a última semana

Zero notificações em 11 concelhos do Grande Porto durante a última semana

Dos 2468 novos casos de covid-19 reportados a nível nacional, na última semana, na Área Metropolitana do Porto (AMP) registaram-se apenas 50 (2%). Dos 17 concelhos da AMP, há 11 onde não se registou qualquer caso novo nos últimos oito dias.

Os piores concelhos da AMP onde ainda surgiram casos de covid-19 na última semana foram Vila Nova de Gaia, com 23 casos, e Espinho, onde um surto ligado a um café deu origem a 20 casos. Santa Maria da Feira e Valongo tiveram um caso novo cada um e Arouca registou três casos ontem, depois de ter estado a semana toda sem evoluções. Os restantes concelhos não tiveram novos casos.

Norte adoeceu primeiro

No final do primeiro mês de pandemia, em março, a AMP chegou a registar mais de 37% dos casos novos de covid-19. À medida que os números subiam, chegou a ser equacionada uma cerca sanitária no Porto, à semelhança do que sucedeu em Ovar. Porém, a incidência de casos de covid-19 por 10 mil habitantes nunca foi tão elevada em qualquer concelho da AMP como em Ovar, que se mantém no topo do ranking (125,83) segundo os cálculos da Associação Portuguesa de Geógrafos.

Embora Lisboa seja o concelho com mais casos (3238), a incidência ainda é menos de metade da registada em Ovar: 62,10 por dez mil habitantes. Na Área Metropolitana de Lisboa (AML), a Amadora é o concelho pior, com 79,02 casos por dez mil habitantes.

A AML superou agora o Norte em casos, mas porque os números abrandaram na região mais afetada no início e só agora surgiram em torno da capital com a dinâmica que tiveram na AMP.

Outras Notícias