Newsletter Editorial

Creche e aparece

A uma semana da data marcada para a reabertura das creches em Portugal, a diretora geral da Saúde tentou responder às dúvidas que se colocam sobre o tema e sobre essa autêntica missão impossível que é impor regras de distanciamento social a crianças de dois ou três anos.

Divisão de turmas, existência de um colchão por cada criança, imposição de um espaçamento de dois metros entre colchões e horários desencontrados para as refeições, também com distâncias, foram os exemplos de medidas de minimização de riscos dados por Graça Freitas, que sublinhou não se poder "impedir o normal desenvolvimento das crianças", dizendo ainda que "dar a maior segurança possível ao mundo dos pequeninos está na mão dos adultos".

Os números do primeiro dia da semana que porá fim à 1.ª fase de desconfinamento trouxeram sinais positivos, tendo em conta o aparecimento de apenas 98 novos casos de infeção por covid-19 (subida de 0,35% relativamente a domingo), que elevam o total nacional para 27679. Com mais nove vítimas mortais, o número de óbitos em Portugal é agora de 1144.

Na Alemanha, preocupada com o aumento da taxa de contágio nos últimos dias, Angela Merkel pediu à população para cumprir as "regras básicas" de forma a evitar a propagação do novo coronavírus, enquanto, nos EUA, Donald Trump virou baterias para Barack Obama, em resposta às críticas do ex-presidente sobre a abordagem "caótica" da Casa Branca à pandemia: "Obama liderou a administração mais corrupta da história dos Estados Unidos da América", disparou Trump.

De Espanha, chegaram imagens do interior de um avião que fazia a ligação entre Madrid e a Gran Canária. O voo estava quase lotado e gerou protestos de pessoas que contavam poder cumprir a bordo as regras de distanciamento social. Só mesmo as máscaras valeram aos passageiros.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG