Newsletter Editorial

Do xadrez das Finanças ao tabuleiro do Banco de Portugal

Do xadrez das Finanças ao tabuleiro do Banco de Portugal

O xadrez das Finanças está resolvido, com três novos secretários de Estado na equipa de João Leão. Falta colocar uma última peça, mas num tabuleiro bem diferente e numa partida controversa. Um dia depois de Mário Centeno ter admitido que qualquer economista gostaria de ser governador do Banco de Portugal, o tema gerou polémica. E o PAN tenta o apoio do PSD para impedir essa passagem.

A nova equipa do Ministério das Finanças toma posse segunda-feira, no mesmo dia em que Centeno promete voltar ao Banco de Portugal (BdP), para já como funcionário.

Entram Cláudia Joaquim para o Orçamento, João Nuno Mendes para as Finanças e Miguel Cruz para o Tesouro. António Mendonça Mendes é o único da equipa do ministro cessante que se mantém como secretário de Estado, sendo promovido a "número dois" do novo ministro como adjunto.

Quanto ao cenário que ganha força para o Banco de Portugal, o PAN revelou-se disposto a alterar o projeto de lei que visa travar a passagem direta de Mário Centeno da pasta das Finanças para governador daquela instituição e conseguir, assim, o apoio do PSD. O diploma em apreciação na especialidade propõe um período de nojo de cinco anos entre funções, mas Rui Rio disse que uma proibição tão longa seria um exagero.

Entretanto, também sobre o Banco de Portugal, a coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, afirmou que esta instituição "não é mais um ministério na roda de remodelações governamentais". Do mesmo modo, diz que o BdP não tem de ficar condenado a ver Carlos Costa ser substituído por um dos seus vice-governadores.

Em época de santos populares, com o Santo António a abrir as hostes esta semana, a proibição dos tradicionais arraiais populares voltou a dar que falar, com apelos da secretária de Estado Adjunta e da Saúde e da diretora-geral da Saúde para que as festas sejam passadas com a diversão possível, mas sem facilitar a transmissão do vírus. Não são permitidos eventos e atividades que reúnam mais de 10 pessoas.

Outras Notícias