O Jogo ao Vivo

Orçamento do Estado 2022

Nem tudo são más notícias

Nem tudo são más notícias

A pandemia e a guerra na Ucrânia obrigaram a uma injeção de 7,6 mil milhões de euros na economia. A medida foi conhecida esta quarta-feira, com a nova proposta de Orçamento do Estado para este ano, que não é muito diferente da chumbada no ano que passou. A economia deve crescer 4,9% e a inflação vai disparar. O editor-executivo do Jornal de Notícias, António José Gouveia, explica tudo no habitual comentário JN. E nem tudo são más notícias.

Ficámos a saber que "não está prevista nenhuma transferência para o Novo Banco". Uma notícia que agrada não só aos portugueses, mas também ao próprio ministro das Finanças, Fernando Medina. "Ficamos naturalmente satisfeitos com o facto de não irmos fazer nenhum novo pagamento relativamente ao dossiê Novo Banco", afirmou.

Num tom de menor festejo, mas que não deve ser motivo para desânimos, os acessórios da pandemia deverão manter-se na próxima estação. "A pandemia não acabou a nível global", vincou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas. Mantém-se a recomendação do uso da máscara em locais fechados como escolas, hospitais e lares de idosos. Com a Páscoa aí à porta, Graça Freitas apelou ao cumprimento das medidas, tais como a higiene respiratória e das mãos, o distanciamento físico e o recurso aos testes. A diretora-geral da Saúde recomendou que se mantenham os locais de convívio arejados, tal como foi aconselhado fazer-se durante a época natalícia.

PUB

Pelo Porto, comentários xenófobos e sexistas levaram ao despedimento de um professor da Faculdade de Economia da Universidade do Porto. O caso foi conhecido em fevereiro do ano passado. O docente em questão proferiu comentários racistas, xenófobos e sexistas durante as aulas da licenciatura em Ciências da Comunicação. As acusações foram feitas por 129 alunos. A Universidade do Porto deu os factos como provados e será aplicada a sanção mais grave.

Entretanto, pela capital, foi detido um homem de 22 anos por conduzir uma trotineta elétrica com mais de 2,5 gramas de álcool no sangue. A condução irregular, em ziguezague, numa rua de Lisboa, às 2.45 horas da madrugada de segunda-feira, denunciou-o às autoridades. O primeiro teste de alcoolemia acusou 2,7 gramas de álcool no sangue, mas um segundo subiu para 2,8. Foi detido.

E por falar em detenções, as autoridades norte-americanas prenderam o suspeito da autoria do ataque de ontem numa estação de metro em Brooklyn, em Nova Iorque. Pelo menos 29 pessoas ficaram feridas, das quais dez baleadas pelo homem de 62 anos. Chama-se Frank James e foi detido por agentes da Polícia de Nova Iorque na zona de East Village.

Sem esquecer que este é o 49.º dia de guerra na Ucrânia, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky não baixa os braços e propôs a Moscovo a troca do deputado e empresário ucraniano Viktor Medvedchuk, aliado de Vladimir Putin detido na terça-feira, por ucranianos capturados pela Rússia. O Kremlin recusou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG