Newsletter Editorial

Skolstrejk för klimatet

Garanto-vos que a frase de cima não vos insulta nem vos está a mandar para lado nenhum. Diz apenas "greve escolar pelo clima" em sueco. Essa frase foi o ponto de partida da luta de Greta Thunberg, que esta terça-feira desembarcou em Lisboa.

Foi um cartaz com aqueles "palavrões" que estão no título que Greta levou à porta do Parlamento sueco em agosto de 2018. 15 meses depois, a jovem ativista está em Lisboa e a sua chegada chamou a atenção de todo o país. Goste-se ou não, a verdade é que Greta tem sido uma das responsáveis por se voltar a olhar para o problema das alterações climáticas. Para muitas coisas já vai tarde, é certo, mas se o tempo só anda para a frente, há que olhar para o que ainda pode ser feito.

Greta atraiu as atenções de todo o país, mas tal não significa que este tenha parado. Muito aconteceu nesta terça-feira fria, mas, excecionalmente, não chuvosa. E também com ativismo e contestação na ordem do dia. Mais precisamente em Alcáçovas, Viana do Alentejo, onde a população organizou um cordão humano contra o horário de funcionamento do posto da GNR, que encerra às 17 horas. A população pede o alargamento do horário, por se sentir insegura.

Mais a sul, na Penha, em Faro, os banhos foram interditos no Pavilhão Municipal, por suspeitas de legionella. A bactéria foi detetada num circuito de água fria, num equipamento utilizado por cerca de 500 pessoas diariamente.

A terça-feira foi de tragédia em Penafiel. Uma explosão numa fábrica de pirotecnia em Rio de Moinhos foi fatal para um jovem de 24 anos. Em Trancoso, um acidente de trabalho também custou a vida a outro jovem, de 27. Já em Esposende, uma mulher de 61 anos foi "engolida" por uma duna, acabando por ser resgatada com vida.

Começámos a falar de uma jovem ativista e acabamos com seniores ativos. Em Arouca, jovens do secundário ensinam aos seniores do concelho conhecimentos em informática. Os alunos estão no projeto em modo de voluntariado, mostrando aos mais velhos como usar o computador, o smartphone e o tablet. Equipamentos onde os seniores podem ir acompanhando as aventuras de Greta e, quem sabe, aprender algumas palavras em sueco.