Exclusivo

Cultura de todos, para todos

Cultura de todos, para todos

Diana Niepce ficou tetraplégica num ensaio, há oito anos. A bailarina que aprendeu a amar um novo "eu" voltou a agarrar as coreografias. Numa dança onde a deficiência entra no palco e na plateia - tem audiodescrição e interpretação em língua gestual -, abre-se caminho às artes performativas acessíveis. Os recursos para pessoas invisuais ou de baixa visão, surdos, em cadeira de rodas assistirem a peças existem. E a cultura começa a usá-los cada vez mais, até porque surgem apoios. Já evoluímos muito, mas o espetáculo ainda só vai no início.

Cambalhota, queda para trás, gancho de pés na corda. Os pés falham as cordas e as pontas dos dedos das mãos amparam a queda. A cabeça recolhe, a cervical bate no colchão, ouço o barulho de ossos a partir. O corpo desliga." O relato de Diana Niepce no livro "Anda, Diana" tem uma data inscrita: 20 de março de 2014. O dia em que viu a dança e as acrobacias fugirem-lhe. Estava num ensaio para um espetáculo da Companhia Armazém 13, que misturava dança contemporânea e novo circo, quando a queda lhe provocou uma lesão medular. Diana - que nasceu com uma perna maior do que a outra e começou em miúda no ballet para corrigir o andar, uma paixão que a levou a fazer formação na Escola Superior de Dança (Lisboa) e Erasmus em Helsínquia - acordou tetraplégica no hospital.

O corpo desligava-se para quem sempre viveu a desafiar-lhe os limites, entre a dança e o trapézio. Diana, que é de Ovar e mora em Lisboa há 14 anos, já tinha carreira antes de o mundo cair. "O meu corpo, que tudo sabia, não era mais o meu corpo." E, aos 28 anos, não era mais bailarina. Será? Abril de 2022, 36 anos, um espetáculo no Festival Dias da Dança (DDD) criado pela bailarina, acrobata, coreógrafa, e interpretado por ela, a retratar de forma crua "a reconstrução" do seu eu. A questionar preconceitos sobre a estética dos corpos. Não é sobre a deficiência, nem sobre ser vítima ou heroína, é sobre um corpo fora da norma a merecer, e muito, lugar no palco.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG