Premium

Algarve: o cantinho extraordinário de Mário Centeno

Algarve: o cantinho extraordinário de Mário Centeno

O clima doce que leva serenidade à serra. O rio calmo com Espanha a acenar na outra margem. A tranquilidade das ruas, o sol quente a beijar as açoteias, as casas branquinhas pinceladas pela influência árabe. A agitação do mercado e os sabores que se misturam do interior até ao mar. O areal, extenso, infindável, inesquecível. E o restaurante do avô, onde a família se sentava à mesa.

Foram horas infinitas a jogar à bola." O menino que fintava a geométrica Praça do Marquês de Pombal, em Vila Real de Santo António, com uma bola nos pés e uma equipa das que nasce na rua, é hoje líder, em Bruxelas, de uma outra equipa, formada pelos ministros das Finanças da União Europeia. A bola mudou, mas o menino continua a ser o mesmo. Pelo menos quando o tema é o Algarve.

Mário Centeno nasceu em Olhão, mas sublinha que é algarvio. Isto porque Olhão foi mesmo um acaso. Foi na cidade raiana que criou memórias e construiu o futuro. O cruzar de vivências e culturas do sotavento projetaram o neto de Joaquim Gomes para o Mundo.