Exclusivo

Mário Cordeiro: "Há a ideia falsa de que os adolescentes são todos uns malucos e inconscientes"

Mário Cordeiro: "Há a ideia falsa de que os adolescentes são todos uns malucos e inconscientes"

Aqui entram o amor, os afetos, a homossexualidade, os riscos, a gravidez, a violência no namoro, e tanto mais. É uma viagem sobre os "lobos maus" da sexualidade. O pediatra Mário Cordeiro lançou-se no mundo de tabus do sexo nas conversas entre pais e filhos em mais um livro. Já lá vão cerca de 60. E faz contas ao tempo que lhe falta, tenta enfiar o "Rossio na Betesga" para não pôr travão à overdose da escrita.

Para um agnóstico sem crença num qualquer futuro para lá da queda do pano, escrever, deixar "património", é o remédio que apazigua a alma. Aos 65 anos, a sexualidade entra nos livros de um dos mais conhecidos pediatras do país. O mundo sem fim da internet não dá, afinal, todas as respostas às crianças e adolescentes de hoje. Mário Cordeiro dá uma ajuda no livro "Venha conhecer o Lobo Mau" e traz os lobos maus da gravidez, da homossexualidade ou da violência para cima da mesa. Para os desmontar, desmistificar, esclarecer, mostrar que os adolescentes não são todos uns libertinos e até são mais responsáveis hoje. É muito mais do que um guia para a sexualidade, é serviço de cidadania do pediatra que seguiu as pisadas do pai, e que cresceu rodeado de crianças. É para pais e filhos, só para pais ou só para filhos. Para todos quantos queiram aprender.

Lançou um guia para uma sexualidade gratificante e responsável dos mais jovens. Apesar de todos os avanços sociais, o tabu ainda domina o tema nas famílias?
Creio que sim. Vou acompanhando os jovens, não apenas aqui no consultório, mas quando vou ao Secundário dar aulas disto e daquilo. E durante 11 anos fiz parte da associação de pais do liceu dos meus filhos. Notei que, apesar de toda a informação que há - e que é fácil pesquisar, o "doutor Google" dá-nos milhões de entradas para uma simples palavra -, há uma ignorância e muitas noções erradas. As próprias redes sociais, muitas vezes, propalam coisas erradas. E as dúvidas devem ser esclarecidas. Porque se um rapaz de 14 anos até pode ser um compêndio e saber tudo, se calhar outros da mesma idade não sabem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG