Premium

Nuno Baltazar: "Sou muito mais uma parede descascada do que um palácio"

Nuno Baltazar: "Sou muito mais uma parede descascada do que um palácio"

É o designer português que mais trabalhou a emoção na construção das peças. Completou 20 anos de carreira, assinou 30 coleções a escrever histórias sobre mulheres-poema, virou a vida do avesso e mudou a loja-ateliê da Boavista para o Bolhão. Esta é uma parte da história de Nuno Baltazar, um dos muitos criativos que imagina a moda desde o Porto.

É sensação antiga, a de que cada peça criada por Nuno Baltazar devia vir com bilhete na pata, pombo-correio com a mensagem de amor, generosidade e delicadeza que o criativo que recusa o termo criador coloca em cada detalhe de cada coleção. Um cartão com uma poção de contágio de beleza pela palavra.

Mas é como ensina o Principezinho, "o essencial é invisível aos olhos". E talvez as criações dele só possam mesmo ser entendidas e vestidas com o coração. Nuno Tiago, nome de código para família e amigos antigos, é o designer de moda português que mais trabalhou a emoção na construção das coleções. É assim desde o início, desde o tempo em que a sua hipersensibilidade era injustamente confundida com melodrama, e o carimbo o tornava inseguro.

Outros Artigos Recomendados