O Jogo ao Vivo

Premium

Para acabar com a lotaria dos genes

Para acabar com a lotaria dos genes

Depois da seleção de embriões humanos sem doenças genéticas graves, caminha-se agora rumo à edição de embriões para melhoramento genético. São muitas as questões e os riscos para o futuro da espécie.

A polineuropatia amiloidótica familiar - conhecida como doença dos pezinhos - é uma doença genética rara, degenerativa e muito limitadora da qualidade e esperança de vida. E basta que um dos membros do casal seja portador da alteração genética para que a probabilidade de transmissão a um filho ronde os 50%.

Acontece que hoje os casais não têm de ficar sujeitos - nem sujeitar os filhos - à lotaria dos genes. A doença dos pezinhos é uma das doenças genéticas graves aprovada pelo Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA) para o diagnóstico genético pré-implantação (DGPI) e seleção de embriões, conforme previsto na lei portuguesa sobre a Procriação Medicamente Assistida (PMA). Estas técnicas permitem que sejam identificados os embriões não-portadores de anomalia genética grave, antes da sua transferência para o útero da mulher. De acordo com o CNPMA, entre janeiro de 2013 e dezembro de 2018 foram autorizados 127 processos de seleção de embriões.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG