Premium

Telefonemas de trabalho fora de horas: atender ou rejeitar?

Telefonemas de trabalho fora de horas: atender ou rejeitar?

Em tempos tão competitivos, nem sempre é fácil gerir adequadamente a vida pessoal e profissional. Mas há quem adote estratégias que resultam. Ter dois contactos de telemóvel pode ser um começo. O direito a desligar é seu.

Foi a pressão do telemarketing que levou Pedro Caiano, 40 anos, a optar por dois contactos de telemóvel: um pessoal, para familiares e amigos, e outro dedicado à área profissional de consultor imobiliário.

"Perdemos facilmente o controlo sobre os nossos dados e o número é partilhado em bases de departamentos e serviços comerciais que ligam insistentemente", aponta. A trabalhar por conta própria, é ele quem gere as fronteiras da vida pessoal e profissional. Por regra, não atende contactos desconhecidos ou privados no telemóvel pessoal para se poupar a chamadas que nem o famoso Regulamento Geral de Proteção de Dados parece evitar.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG