Opinião

Domingos

Somos as escolhas que fazemos. Livres nas escolhas, mas prisioneiros das consequências. É da vida, a de cada um de nós, mas também dos governos e das empresas. Entorpecido pelo estio, Portugal está a meio gás. Como diria o Eça, "o tédio invadiu as almas". E a longa, muito longa, pré-campanha eleitoral que aí vem espelha a dormência geral. Não há crise! Por ora. Mas seremos todos cúmplices se, no regaço iludido de um ciclo virtuoso - em que a economia cresceu, o défice diminuiu, o rendimento das famílias aumentou e o emprego cresceu - deixarmos que os nossos principais atores políticos continuem a adiar as reformas do Estado que todos sabemos quais são, recreando-se na roda do sistema que inventaram para si próprios. E depois queixamo-nos do populismo!

Hoje mesmo, aqui, no "Jornal de Notícias", tenho a enorme sorte de poder passar o testemunho àquele que foi, nos últimos quatro anos, a minha escolha para conduzir uma equipa vencedora e orgulhosa da pronúncia e da sua independência. Domingos de Andrade é o novo diretor de um jornal autossustentável cuja maior riqueza é o crédito dos que nos acompanham a cada dia, no papel e em tempo real nas nossas edições digitais, onde somos líderes, com a maior audiência global sem fronteiras, por cá e junto das comunidades portuguesas espalhadas pelo Mundo.

Não há maior honra que a de sermos reconhecidos pelos pares. De mim, quero que saibam da minha gratidão pelo enorme privilégio que é ser parte desta equipa e inscrever o nome no cabeçalho. Em 130 anos, quantos os do JN, mudaram as ferramentas, os canais e os meios de informação, enfim, mudaram o Mundo e as nossas vidas. Mas o jornalismo que fazemos, esse, procuramos que se mantenha fiel aos princípios que nortearam a fundação deste jornal centenário: buscar a notícia, avaliar e decidir da sua relevância, confrontá-la com rigor, contá-la bem e publicá-la com liberdade. É essa a nossa vocação e o nosso destino. Domingos de Andrade é o novo rosto deste compromisso. Conhece e assume o valor da marca e da sua história, este orgulhoso legado de cinco gerações de grandes jornalistas, fiéis à sua e nossa terra, à região e ao país. Atravesso-me por ele.

* DIRETOR

Imobusiness