Opinião

Brincar com coisas sérias

Brincar com coisas sérias

Nas linhas finais do seu último escrito, o professor Rio Fernandes consegue acumular insinuações, imprecisões e difamações. Em causa, mas nunca mencionado, está um estudo sobre o alojamento local (AL) encomendado pela Câmara do Porto à Universidade Católica.

Rio Fernandes insinua que o mesmo conclui não haver alojamento local a mais. Poderá identificar as páginas?

Desqualifica a qualidade dos dados. Usámos a evolução dos registos de contadores de água - não apenas, como diz Rio Fernandes, os novos alojamentos locais mas, essencial, também os que resultam da transformação de habitação em AL. São pedidos pelos empresários de AL? As penalizações decorrentes da lei e a facilidade com que a Águas do Porto pode detetar as irregularidades estimulam a regularização. Se tivesse lido o estudo, verificaria que se explicitam, como se impõe, as limitações dos dados. Tudo ponderado, consideramos que eram consistentes o suficiente para, sobre eles, se construir uma boa aproximação à realidade atual do alojamento local.

Brincamos? Como não possuímos artes divinatórias, limitamo-nos, na boa tradição dos estudos empíricos, a construir e trabalhar sobre bases de dados sólidas. Não brincamos. Não especulamos, nem mandamos palpites. Não faz o nosso estilo.

Coordenador do estudo Alojamento Local no Concelho do Porto

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG