Opinião

Amanhã vote! Para salvar a Europa!

Amanhã vote! Para salvar a Europa!

Os eurodeputados que vamos eleger podem escrever, negociar e vão votar legislação europeia - cerca de 60% a 80% das leis aplicáveis em Portugal, como noutros países da UE.

No Parlamento Europeu os membros não se medem aos palmos, mas pelo seu empenho e capacidades - importa que saibam fazer os interesses nacionais serem entendidos como interesses europeus; e que saibam trabalhar por soluções europeias que acautelem interesses nacionais e universais. Por governação global para desafios que não conhecem fronteiras: da preservação do planeta contra as alterações climáticas à proteção da privacidade na era da Internet, ou desde fazer pagar impostos às plataformas digitais à defesa coletiva contra terrorismo e ciberataques.

O PE escrutina o que os governos decidem no Conselho Europeu. É ao PE que a Comissão Europeia vem todos os dias prestar contas pelo que faz, não faz e ou que os governos não deixam fazer. É ao PE que a sociedade civil de todos os setores e países (empresas, sindicatos, ONG, cientistas, jornalistas, agências, etc...) vem testemunhar, alertar, sensibilizar, denunciar.

PUB

Mas amanhã vamos determinar também quem vai mandar na Comissão Europeia e no Conselho Europeu. Se prossegue, ou não, a Europa neoliberal que impôs as políticas desregulatórias de que a Comissão Barroso I foi epítome, e as políticas punitivas austeritárias subsequentes (Barroso II), que Juncker tentou mitigar (a "geringonça" fez por isso). Mas faltou solidariedade, coesão, emprego, justiça social e fiscal - e assim cresceram insegurança e medo que populistas hoje cavalgam.

A extrema-direita nacionalista semeia intolerância, ódio e violência antissemita, anti-islâmica e até anticristã. Não por acaso, a central neofascista/nazi que Steve Bannon (depois de ajudar a eleger Trump) montou na Itália de Salvini, faz pontaria ao Papa por defender migrantes e refugiados...

Não podemos normalizar vozes e VOXes de passado sinistro. É ver a recente crise na Áustria, num Governo de um partido da Direita tradicional aliado com a extrema-direita neonazi, prestimosa a fazer-se instrumento da Rússia de Putin.

Extremistas capitaneados por Salvinis, Orbáns, Le Pens, e os poderes externos que os financiam, querem pesar no PE e Conselho Europeu e infiltrar a Comissão Europeia. Para destruir a democracia, destruindo por dentro a UE.

Por isso, amanhã, vote! Não deixe de votar! Não deixe que violência, racismo e guerra reinem na nossa Casa Comum europeia. Vote para salvarmos a Europa!

*Eurodeputada

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG