O Jogo ao Vivo

Opinião

A arte transforma a sociedade

A arte transforma a sociedade

Entendeu a UTAD homenagear a pintora Graça Morais com o grau de doutor "honoris causa", uma figura incontornável das artes e da cultura portuguesa que sempre manteve uma estreita ligação à sua região natal, Trás-os-Montes. Deste modo, acolhe na galeria dos doutores uma figura que, pelos seus méritos excecionais, pela sua erudição e contribuição para o enriquecimento do ser humano e a transformação da sociedade passa a integrar a academia.

Não sendo uma artista fácil, pois as suas obras são muitas vezes sobre o insondável da alma humana, Graça Morais distingue-se, possuindo uma imaginação prodigiosa e desdobrando-se em personagens que interrogam as tragédias humanas e o caos do Mundo com vista à tomada de consciência. Com a sua pintura quer construir um espaço diferente e único, onde possa defender a sua identidade nestes tempos de grande massificação, comprovando que a arte é que transforma a sociedade.

No caso das universidades, a transformação passa por consolidar a cultura como o quarto pilar da sua missão, a par do ensino, da investigação e da inovação, segundo o relatório da Associação das Universidades Europeias "Universidades sem muros: uma visão para 2030". As universidades devem afirmar-se como guardiãs críticas do conhecimento e das tradições, dar novas interpretações ao património cultural e servir como uma janela para diferentes tipos de cultura.

PUB

Devem promover o estudo e o conhecimento da diversidade cultural e linguística na Europa, afirmar-se como destino multicultural de pessoas de diferentes origens, estimular a compreensão mútua e o desenvolvimento de competências interculturais, num mundo onde as realidades locais e globais convergem através do aumento do uso de tecnologias digitais.

Mas, a transformação das universidades passa também por criar laboratórios de artes, promovendo novas oportunidades para atividades de ensino e investigação baseadas na prática das artes em diferentes contextos, estimular novas centralidades de intervenção científica e cultural de relevância internacional.

*Docente universitário

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG