O Jogo ao Vivo

Opinião

Universidade sem Fronteiras Galiza-Norte de Portugal

Universidade sem Fronteiras Galiza-Norte de Portugal

A criação da linha de alta velocidade entre o Norte e a Galiza é um projeto relevante para o país, estabelecendo uma conexão moderna, rápida e competitiva, conforme compromisso público do Governo.

No encontro realizado, na Casa de Mateus, entre a Junta da Galiza e a CCDR-N ficou claro que esta ligação promove a coesão territorial no quadro nacional, contudo, a consolidação da Eurorregião passa também por projetos conjuntos de ciência e inovação.

Neste domínio destaca-se o projeto "Universidade sem Fronteiras" promovido pelas universidades do Noroeste Peninsular (Porto, Minho, UTAD, Vigo, Santiago e Corunha). Trata-se de um programa de formação avançada conjunta, multidisciplinar visando reforçar as relações num quadro eurorregional que poderá ser um referencial para dar resposta a desafios comuns da Eurorregião.

PUB

A aposta na formação e inovação é essencial para as regiões contribuírem para o desafio de mudança do modelo de complexificação da economia, apostando em bens e serviços de maior intensidade tecnológica, no alargamento da base industrial da estrutura empresarial e na maior integração nos mercados digitais. Esta transformação exige investimento nas competências da população e no crescimento da produtividade, baseada na inovação e na qualificação.

A Europa das regiões reclama estratégias coletivas de abertura à sociedade e inovação, de redes de conhecimento potenciando a marca Galiza-Norte de Portugal. Implica soluções que promovam o esbatimento das fronteiras, a mobilidade dos trabalhadores do conhecimento, a aprendizagem colaborativa e a interação criativa entre o pensar global e o atuar local. Foi neste cenário que as universidades delinearam o projeto "Universidade sem Fronteiras".

O papel das universidades da Eurorregião configura-se como determinante para reforçar um espaço de forte interação social, económica e cultural, com potencialidades para acelerar o desenvolvimento regional. Esta iniciativa revela também o quão importante pode ser o papel dos consórcios entre entidades com o mesmo fim, no aproveitamento sinergético de recursos escassos.

*Docente universitário

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG