Opinião

CR7 no banco? O engenheiro é que sabe

CR7 no banco? O engenheiro é que sabe

Se há atividade onde toda a gente gosta de mandar bitaites é o futebol. Toda a gente sabe, toda a gente quer mandar, toda a gente sabe o que é melhor para a equipa e os jogadores. É algo cultural, vem desde o berço. Se for para falar de finanças, do IMI ou como preencher o IRS, ciências, política ou mecânica, se calhar, já não é tanto assim, mas quando se trata de bola toda a gente percebe de tática ou tem um treinador lá em casa.

O "burro" é sempre o que está sentado no banco. Isto para chegar a Cristiano Ronaldo, o nosso cinco vezes Bola de Ouro, bandeira da seleção nacional, que ficou no banco no último Espanha-Portugal. Uma imagem rara e que já não acontecia desde 2017. "Opção técnica e tática", explicou Fernando Santos, no fim. E então, qual é o drama? Nenhum. Os treinadores são como os gestores, tomam decisões, escolhem os que entendem ser os melhores para determinada ação ou serviço e é assim que o mundo funciona. Há momentos, há contextos, e há uma panóplia de fatores que influenciam decisões. O engenheiro, desta vez, optou por um caminho e ele é que sabe. É pago para isso. De certeza que o fez a pensar no melhor para a equipa. Muito provavelmente, amanhã, Ronaldo já será titular no Portugal-Suíça e, acredito muito, terá um papel relevante no Mundial do Catar, que se vai jogar em novembro/dezembro. Mesmo com 37 anos e muitos quilómetros nas pernas.

O que quero dizer é que uma opção de um treinador devia ser a coisa mais natural no mundo, mas, tal como em muitas outras atividades, há um défice de poder de encaixe e, neste caso, de cultura desportiva. Começa pela base, quando o pai não aceita que o filho fique de fora das convocatórias e questiona os critérios do treinador. Obviamente, é legítimo analisar, escrutinar, comprender, refletir, mas, no final do dia, o técnico é que vai decidir. Por isso é que será sempre um homem só. Porque tem de fazer escolhas e nunca irá agradar a todos.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG