Opinião

A loucura que traria êxtase ao futebol

A loucura que traria êxtase ao futebol

O futebol distrital na sua globalidade "senhoreia", tem um número de clubes tremendo, uma vantagem numérica avassaladora comparativamente à soma de clubes dos campeonatos profissionais em Portugal, um oceano carregado de tubarões.

Os formatos competitivos em Portugal são uma espécie de "Submarinos by Paulo Portas", continuamos a utilizar o que os outros já não utilizam, é preciso mais inspiração e criatividade, exige-se um Conselho Superior formado por homens do futebol, que dominem o terreno e declinem estas barbaridades.

Por isso, entrando na sabedoria da loucura, questiono: não seria válida a ideia de uma regulamentação de provas profissionais que obrigasse todos os clubes da 2.ª Liga a contratar um jogador dos campeonatos distritais todos os anos?

Porém, teríamos de retificar a desigualdade que existe entre os estrangeiros que podem centralizar os direitos de formação num clube de nível 4 e o português que está algemado aos mesmos direitos, muitos clubes não prescindem desses direitos no imediato.

Esta fórmula inovadora iria conectar o futebol distrital com o profissional, seria pioneiro em toda a Europa do futebol, 16 equipas, 16 oportunidades, haveria fascínio e êxtase nos adeptos, alguns tubarões iriam emergir das profundezas, ficariam espantados com a qualidade que existe no distrital.

*Treinador

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG