Opinião

Os caminhos de Costa

Quando António Costa percebeu que o Orçamento do Estado seria chumbado, as contas pareciam fáceis de fazer. O PSD entrava em ebulição interna, os estudos de opinião davam-lhe uma vantagem confortável sobre Rui Rio e a sua popularidade ombreava com a do presidente da República. Não se discutia quem ganharia as eleições legislativas, mas apenas a dimensão da vitória. E essa dependia da capacidade de responsabilizar os parceiros da Esquerda pela dissolução da Assembleia da República.

O primeiro-ministro demonstrava uma imunidade ao desgaste político sem precedentes, que se consubstanciava no discurso e na ação. O país atravessou uma crise pandémica, com consequências económicas severas, e fê-lo sem dor. Foi comunicado até à exaustão que, ao contrário da Direita, que para a crise aplicou austeridade, o PS usou a receita da solidariedade.

Mas o diabo, sem querer aqui citar ninguém, manifesta-se nos detalhes. Portugal enfrenta hoje, como o resto do mundo, uma nova vaga pandémica, que pode voltar a exigir confinamentos e que gera medo e incerteza. Soma-se a inflação, a escassez de matérias-primas e o consequente aumento de preços e a subida das taxas de juro, que agravam o peso das dívidas. O retrato não é cor-de-rosa.

Hoje, o secretário-geral do PS revela o desgaste a que parecia imune. E Rui Rio, que lidera o PSD na oposição há quase tanto tempo quanto o que o primeiro-ministro leva de Governo, surge revigorado depois de umas eleições internas que, ironia das ironias, não desejava. Para o PS, já não está em causa uma eventual maioria absoluta. Está ganhar as eleições de 30 de janeiro.

Falta a António Costa uma boa ideia que agarre os eleitores, depois da política de devolução de rendimentos. Os tempos de insegurança obrigam-no a mostrar-se mais bem preparado do que Rio para ser reeleito, com respostas claras para dar aos problemas que os portugueses enfrentam. E não é acenar com os milhões da Europa. Esse erro ele já cometeu.

*Diretor-Geral Editorial

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG