Imagens

Últimas

Felisbela Lopes

A responsabilidade das universidades

As universidades e politécnicos preparam-se para um ano letivo muito exigente. Ao contrário do pré-escolar e dos ensinos Básico e Secundário, as instituições de ensino Superior contam com uma apreciável autonomia que possibilita uma gestão mais flexível e com um património imóvel mais alargado que proporciona outras condições para multiplicar salas de aula. Têm ainda um saber disciplinar cruzado que as habilita a tomar decisões mais refletidas. Por isso, não se desculparão erros grosseiros que potenciem novos surtos.

Felisbela Lopes

Este tempo não é para velhos. Que tristeza!

Sempre temi os últimos anos de vida, quando a idade vai longa. Porque esta modernidade líquida suspensa na juventude despreza os mais velhos, porque os filhos há muito deixaram de ter disponibilidade para cuidar dos pais, porque as instituições sociais vocacionadas para amparar a terceira idade mais parecem deteriorados sótãos para onde se atiram velharias que raramente revisitamos. A pandemia apenas destapou uma realidade escondida há muito tempo.

Felisbela Lopes

O pior ainda não passou...

Os surtos de covid na Área Metropolitana de Lisboa deveriam soar como um alarme para todo o país. Nas próximas semanas, os casos vão continuar a aumentar. Porque o desconfinamento tem consequências, porque chegarão cá turistas estrangeiros, porque as férias promovem mais mobilidade e outros comportamentos de risco e porque nós próprios estamos a baixar a guarda. As autoridades sanitárias têm de reforçar a comunicação no sentido de que o pior pode ainda não ter passado.