O Jogo ao Vivo

Opinião

Como devem votar os católicos?

Como devem votar os católicos?

Os católicos americanos vão ser chamados a escolher entre um candidato que se diz protestante presbiteriano, muito pouco praticante, Donald Trump, e um católico praticante, Joe Biden. Posta desta forma, parece fácil a escolha. Mas, na verdade, não é nada simples.

"Um católico não pode votar num candidato que é a favor de algo intrinsecamente mau, como o aborto provocado, a eutanásia, o suicídio assistido, a submissão deliberada dos trabalhadores ou dos pobres a condições de vida infra-humanas, a redefinição do casamento em formas que violam o seu significado essencial, ou os comportamentos racistas" dizem os bispos norte-americanos no documento "Forming Consciences for Faithful Citizenship" (n.0º34).

Os bispos esclarecem, contudo, que um católico deve votar para apoiar opções "morais relevantes relativas à vida e dignidade humana" de um determinado candidato, mesmo que este defenda outras que não pode subscrever.

Um católico pode votar em "Trump, apesar das suas políticas que promovem o racismo ou submetem os imigrantes a condições de vida infra-humanas, por outras razões moralmente relevantes, por exemplo, a sua oposição ao aborto", conclui a partir do que dizem os bispos, o padre jesuíta Thomas J. Reese, na agência "Religion News Service". E outro pode apoiar "Biden, apesar da sua posição sobre o aborto e o casamento gay, por outras razões moralmente relevantes, por exemplo, as suas posições sobre o racismo, a imigração, o aquecimento global e a covid-19".

Se tem que se optar por um mal menor, será preferível apoiar um político que lute contra a discriminação racial e as situações humanas degradantes e cuide do ambiente. Mesmo que permita, por exemplo, o aborto. Desde que seja garantida a objeção de consciência e ninguém seja obrigado a praticá-lo, não são postas em causa as convicções de cada um. Neste quadro, compete à Igreja defender a vida e promover outras soluções para aquelas que pretendam abortar.

O mesmo não se poderá dizer do racismo, da exploração dos mais pobres ou do desrespeito pelo ambiente. Estes não afetam só quem defende essas políticas, mas muitos outros.

*Padre

Outras Notícias