Imagens

Últimas

Hugo Silva

#novelas

A primeira novela exibida em Portugal, Gabriela, teve mais de 130 episódios, permanecendo meio ano nos ecrãs. Reza a lenda que a Assembleia da República interrompeu uma sessão para que os parlamentares pudessem seguir o capítulo final. Outras, como Tieta e Sassaricando, ficaram perto dos 200 episódios, marca que Roque Santeiro superou. Nas produções mais recentes, mandam as audiências. Se houver muita gente colada à TV, os canais prolongam o seriado, através daquilo que em linguagem científica se designa por "enchimento de chouriços". Mas todos os recordes estão prestes a ser fulminados pela demanda de um jovem (ou não tão jovem) uruguaio em busca da Luz. Ou vice-versa, a demanda da Luz pelo jovem (ou não tão jovem) uruguaio. Eu continuo colado à espera das cenas dos próximos capítulos. Não sei se a Assembleia não voltará a parar quando se der o epílogo. Temo que haja um confinamento geral voluntário que ponha em causa a economia do país, enquanto os episódios se vão sucedendo. E o pior é que se o jovem (ou não tão jovem) uruguaio não encontrar a Luz, ou a Luz não o encontrar, vamos ter que continuar a acompanhar a sua saga num canal estrangeiro.